O que visitar em Paris

Torre Eiffel

Paris, a Cidade Luz!

Hoje chegou o dia de falar sobre o que visitar em Paris, sem duvida um dos destinos mais pedidos por parte dos visitantes e seguidores deste nosso blog. Esperemos que gostem… :)

A sua imponente arquitectura, os seus majestosos parques, as suas colossais avenidas e os seus sumptuosos museus fazem desta cidade, uma das capitais mais visitadas do mundo. Símbolo da cultura de um país, Paris atrai quase 30 milhões de visitantes por ano. Com tanta exuberância, as margens do rio Sena, que se estendem pela cidade, receberam o galardão de Património Mundial da UNESCO. Paris é assim rainha no mundo da cultura e arte mas também da moda, da economia, da gastronomia… do luxo e do glamour!

De entre tão vastas e deslumbrantes atracções destacamos:

Torre Eiffel

Construída por Gustave Eiffel, este é o símbolo mais proeminente de Paris e de França. Esta torre treliça de ferro do século XIX é o monumento mais alto de Paris, carregando consigo a insígnia de nada mais que o monumento pago mais visitado do mundo. Este indiscutível ícone mundial é já quase parte obrigatória do cenário de qualquer fotografia de turista ou filme que se passe na cidade.

Avenida Champs-Élysées

Esta é uma das mais largas e mais prestigiadas avenidas do mundo, quase sempre repleta de turistas. Aqui, por entre castanheiros-da-Índia, encontram-se lojas, cafés, restaurantes e cinemas que transbordam o luxo parisiense. Com mais de 70 metros de largura e quase 2km de comprimento, em França, ela é “La plus belle avenue du monde”, a avenida mais bela do mundo.

O Arco do Triunfo

Este é um colossal monumento do século XIX, construído em homenagem às vitórias militares de Napoleão Bonaparte e a todos que por elas morreram. Situado numa das extremidades da avenida Champs-Élysées e com uma altura vertiginosa de 50 metros de altura, o monumental arco tornou-se o ponto de partida ou passagem quase obrigatória das principais paradas militares, manifestações e, claro, visitas turísticas. Na impressionante obra de arte estão gravados os nomes de 128 batalhas e 558 generais e na sua base encontra-se o Túmulo do Soldado Desconhecido, monumento de 1920. Arquitectado por Jean Chalgrin, o Arco do Triunfo é hoje e desde sempre, uma divisa do patriotismo e orgulho francês.

O Museu do Louvre

O museu mais antigo, de maior área e de maior colecção do mundo é este, o Museu do Louvre. Com um recorde de visitantes, o Louvre é de longe o museu de arte mais visitado do mundo. A edificação que o comporta, uma majestosa obra fundada em 1190, é o Palácio do Louvre, antiga residência real. Localizado no centro de Paris, junto ao rio Sena, este é sem dúvida o mais famoso museu do mundo, muito por ter no seu enormíssimo acervo, presenças de peças como Mona Lisa, Vitória de Samotrácia e Vénus de Milo. Entre nomes tão sonantes como Ticiano, Rembrandt, Michelangelo, Goya e Rubens, numa das maiores mostras do mundo da arte e cultura humanas, o museu abriga enormes colecções do antigo Egipto e da civilização greco-romana. Compreende-se, portanto, que o museu abranja 8 mil anos de cultura e de civilização, tanto do Oriente quanto do Ocidente.

De salientar ainda, que o pátio do museu é actualmente centralizado por uma afamada pirâmide de vidro, a qual se encontra na linha central dos Champs-Élysées, dando forma assim ao início do Axe Historique, o Eixo histórico, uma linha de monumentos, edifícios e vias públicas que se estende ao longo da cidade.

Centro Georges Pompidou

Por entre uma biblioteca com uma vasta colecção de livros, acesso gratuito à internet, jornais e revistas de todas as partes do mundo e televisões com canais internacionais, entre tantos outros motivos de interesse, o Centro abriga o Museu Nacional de Arte Moderna e o consagrado Museu de Orsay. O complexo fundado em 1977, foi considerado um projecto extremamente arrojado, tendo merecido na altura, bastantes críticas. Sendo considerado um dos principais exemplos da arquitectura high-tech, segundo algumas teorias, ele marca o início da pós-modernidade nas artes, não só pela sua arquitectura mas também pelo que aos visitantes oferece.

Montmartre

É um bairro boémio da cidade, localizado numa colina, ponto estratégico este, utilizado outrora por comandos militares, tornando-se mais tarde num ponto de encontro importante de artistas e intelectuais. Famoso, então, pela sua animada vida nocturna, era muitas vezes frequentado por artistas como Degas, Cézanne, Monet, Van Gogh, Renoir e Toulouse-Lautrec que ali se juntavam e criavam um ambiente libertário. Hoje, esta área histórica da cidade ainda se anima com artistas, turistas e vendedores ambulantes, sendo famosa ainda pelos seus cafés, estúdios e clubes nocturnos como o Moulin Rouge. Em contraste como todo este cenário, no ponto mais alto da colina, encontra-se a notável Basílica do Sacré Cœur.

Catedral Notre-Dame

Construída entre os séculos XII e XIII é uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico. No seu conjunto ela comporta quase duzentos vitrais, entre os quais os maiores construídos na História. Situada na pequena ilha Île de la Cité, a grandiosa catedral encontra-se então rodeada pelas águas do Rio Sena, perfazendo assim um quadro único digno de ser admirado.

A título curioso, denotamos que, na mesma praça Parvis onde se encontra Notre-Dame, em frente à fachada ocidental da catedral, encontra-se no chão uma placa de bronze que representa o marco zero. É alegadamente a partir deste ponto que todas as distâncias das estradas nacionais francesas são determinadas.

O Panthéon

O Panteão de Paris é um impressionante monumento em estilo neoclássico do século XVIII, situado no Monte de Santa Genoveva, afamado por acolher “os grandes Homens da nação francesa”. Repousando ali os seus restos mortais, nomes como Victor Hugo, Voltaire, Jean Moulin, Jean Jaurès e Marie Curie fazem jus à magnificência do local.

Hôtel des Invalides

O Hôtel National des Invalides ou Palácio dos Inválidos é um monstruoso monumento do século XVII, cuja construção foi disposta por Luís XIV, com o intuito de abrigar os inválidos dos seus exércitos. Afamado pela sua cúpula dourada e por abrigar as cinzas de nomes ilustres como Napoleão Bonaparte, o Hôtel é hoje também a sede de vários museus.

O Palácio de Versalhes

Localizado nos arredores de Paris, na actual cidade de Versalhes, este palácio é considerado por muitos a maior atracção turística do mundo. Por ordem de Luís XIV, foi construído com o intuito de revelar o poder, a glória e a riqueza do Rei-Sol (o próprio Luís XIV). Tendo servido então como residência a toda a corte, o edifício do século XVII, atrai hoje milhões de visitantes por ano. Envolvendo o Palácio está o Parque com o mesmo nome, que contém um dos maiores jardins formais alguma vez criados, com extensos riachos, fontes e canais. Por entre tanta magnificência, entenda-se que todo o jardim foi projectado para que a luz do Sol integrasse este maravilhoso trabalho de arte. Tanto o Palácio como o Parque tem hoje o título de Património Mundial da UNESCO. Foi assim contemplada Versalhes, uma pequena localidade provinciana da altura, para ser o palco de tanto júbilo e grandiosidade.

La Défense

Situado a oeste da cidade, este enorme centro financeiro orgulha-se por concluir o chamado Eixo Histórico, que se inicia no Louvre e percorre toda a cidade até ali. Como grande atracção tem o seu Grande Arco, com cerca de 110 metros de altura, para além de uma área brutal que abriga 72 edifícios de vidro e aço, incluindo 14 arranha-céus acima de 150 metros. Com 150 mil trabalhadores diários e 3,5 milhões de metros quadrados de espaços de escritórios, este é o maior centro empresarial desenvolvido na Europa.

L’Hôtel de Ville

Localizado a norte da Torre Eiffel, esta é à câmara municipal de Paris, o edifício que contém as instituições do governo municipal. Além de possuir uma arquitectura peculiar francesa, L’Hôtel de Ville liberta luxo e riqueza em cada detalhe.

Olympia

O Olympia é a mais antiga sala de espectáculos musicais de Paris. Sustentando 2000 lugares, a sala foi inaugurada em 1893 pela dançarina e cantora La Goulue, a maior estrela de toda a França de então. Ali ficaram famosos grandes êxitos de Édith Piaf e de Jacques Brel entre toda uma lista de renomados artistas que por ali passaram. Na altura, actuar no Olympia significava reconhecimento e prestígio internacionais. Hoje, as suas enormes letras em fundo garrido à entrada marcam aquela que é mais célebre sala de concertos parisiense.

Disneyland Resort Paris

É um complexo turístico da The Walt Disney Company localizado a 32 km de Paris em Marne-la-Vallée.  Numa área total de mais de 560 mil m², contém várias opções de entretenimento. Incluindo Disneyland (o principal parque temático inspirado na Disneyland da Califórnia) e Walt Disney Studios (que é o coração do complexo, recebendo mais de 2 milhões de visitantes anualmente), é a atracção turística mais visitada da Europa.

Venha viajar, porque no final de contas…. teremos sempre Paris!

Galeria de imagens de Paris:

Plano de Metro de Paris

Plano de Metro de Paris

Mapa de Paris


Ver mapa maior

Boa Viagem :)

Conheces este local? Deixa-nos a tua sugestão!

Conheces este local? Deixa-nos a tua sugestão!

Powered by Facebook Comments

One Response to O que visitar em Paris

  1. JFernandes diz:

    Tudo em Paris é magnifico, mas também vale a pena dar um salto a Versalhes! O palácio é brutal (à segunda feira está encerrado para visitas ao interior)!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>